Leitura disléxica

abril 29, 2009

Algumas manchetes ficam muito mais interessantes quando interpretados pelo estagiário disléxico da TV Alternativa. Só nosso clipping transforma coisas como Só 8% das escolas “tops” no Enem são públicas. em 8% das escolas pops do Eminem são públicas.

O mundo das notícias fica muito mais interessante com professores ensinando rap de branco do que alguma lenga-lenga do ministério da educação. Certo, mano?

"Na aula de hoje, como fazer um clipe tão engraçado quanto o Casseta e Planeta"

"Na aula de hoje, como fazer um clipe tão engraçado quanto o Casseta e Planeta"

Anúncios

Super bonus track

abril 28, 2009

O que aconteceria se numa bela e bucólica noite chuvosa de domingo Phil Collins resolvesse ter um filho de Richard Clayderman?
Nada menos do que Christopher Cross. Escutem (de preferência ao lado do amor da sua vida, por favor):

Bonus track

abril 26, 2009

Idéia para uma comédia de costumes:

Meg Ryan depois de se meter em varios relacionamentos fracassados com seus dealers, conhece o traficante ideal em uma festa. Será que este vai ser o THE ONE? Muita diversão e pico de heroina pra familia inteira. Para o papel de traficante: 50 cent. Depois é só colocar a Meg chamando ele de my nigga que a tensão racial estará no ar.

o rapper 50 cent em uma roupagem family friendly

o rapper 50 cent em uma roupagem family friendly

Está dada a largada pra mais uma semana maluca. Este finalzinho de abril será totalmente dedicada à mais famosa parceira da jornalista Cilmara Bedaque. COm vocês: DOSSIÊ VANGE LEONEL.

Foto genérica de cantora de MPB

Foto genérica de cantora de MPB

Dica pro fim de semana

abril 23, 2009

"eu queria ser a manta da nossa senhora"

"eu queria ser a manta da nossa senhora"

One moment, please

abril 20, 2009

A TV Alternativa vem passando por mudanças em sua redação devido à recente crise. Depois do feriado de Tiradentes os posts retornarão ao frenético ritmo normal. Até lá, distraiam-se com esse beleza de pintura do técnico Carlos Alberto Parreira.

Mais uma vez, a arte-força vence a arte-arte.

Mais uma vez, a arte-força vence a arte-arte.

Formada por integrantes que se conheceram no chat do UOL, uma banda mexeu com o underground carioca nos anos 90. Lutando pela legalização do estupro, o PLANET RAPE causou polêmica por onde passou. Sua primeira fita demo circulou pela mão de vários produtores, que ficaram impressionados com a força de letras como “Não compre, estupre” e “Queimando tudo até a última rosca”. Em 1994 entraram em estúdio para gravar seu disco “Estrupador”, onde estupraram a língua portuguesa.

Depois de um breve sucesso e várias acusações de apologia ao crime a banda se dissolveu e os integrantes seguiram seu caminho. O guitarrista mudou-se para a Tailândia, o outro guitarrista cumpre pena em Bangu 1 e o baterista e o baixista hoje trabalham como líderes de escoteiro. O único que seguiu com a música foi o vocalista que tenta novos ritmos, misturando o estupro com o samba e o funk carioca.

Presidente do fã-clube da banda, em foto descontraída

Presidente do fã-clube da banda, em foto descontraída